Conciliação Vida, Família e Trabalho

O dia tem 24h e o problema deste (des)equílibrio começa logo aqui, no tempo!

8h para dormir, 8h para trabalhar e sobram(⁉) 8h para nós. Só que não trabalhamos só 8h, não dormimos sequer 8h e sentimos que não sobra nenhum tempo para nós e para a família.

O que acontece então às 8h que deviam sobrar?

Sono, uma necessidade vital

Dormir é tão essencial à vida quanto comer ou respirar. Todos os seres vivos dormem. Só os humanos se privam conscientemente de dormir. No entanto, dormir é a melhor solução da natureza para nos manter vivos e saudáveis.

“Só come e dorme”

Quantas vezes ouvimos isso para descrever um bebé dito “calminho”? No entanto 75% dos pais de crianças até aos 6 anos têm algum tipo de queixa relacionada com o sono dos seus filhos…

“Isso passa com a idade, aguenta!”

Mas será que devemos desvalorizar?

Quanto lhe custa o sono dos seus colaboradores?

E se o seu melhor team leader tivesse um ataque cardíaco amanhã? Ou o COO da sua empresa? Quantas empresas não fazem a análise de risco associada à perda de cada um dos seus recursos chave?

Sabe-se hoje que o sono é a melhor e mais bem conseguida tentativa da Natureza em nos manter vivos e saudáveis, no entanto a grande maioria das empresas ignora o risco e os custos em que incorrem ao não valorizar o sono de todos como uma prioridade que deve ser colocada literalmente a par com a produtividade.

Contactos

Cláudia Matos Morgado

Tlm: +351 916654433

Mail: claudia.morgado@auroratechai.com

Skype: claudia.m.morgado

LinkedIn: www.linkedin.com/in/claudiamorgado